Se não fosse por abrigar 8 das 10 maiores montanhas do mundo, o Nepal talvez não entrasse na rota de muitos viajantes. Fazer um trekking no Nepal é o sonho de todos os montanhistas e pessoas que gostam de fazer trilha, mas para fazer um trekking por lá não basta ir com roupas próprias e se aventurar pelas trilhas, é necessário ter permissões e disposição.

Antes de tudo você deve saber que não existe trekking de um dia no Nepal, então você deve ter o mínimo de preparo físico. O trekking mais curto do Nepal são de 3 dias, mas ele é um bate e volta, pois o circuito mais curto leva 5 dias em um ritmo tranquilo, caminhando em torno de 6 horas por dia.

everest Trekking no Nepal - Dicas e informações

Everest

Então, antes de resolver qual trekking você quer fazer no Nepal, você deve avaliar a sua condição física e, claro, financeira, afinal o trekking envolve despesas. Vou falar dos principais circuitos, quanto custa e quais são as permissões necessárias, e também outras informações relevantes.

Circuito Poon Hill

Esse é o trekking no Nepal mais procurado pelos que querem fazer um circuito pelas montanhas do Himalaia, mas não têm dinheiro ou condicionamento físico para fazer algo mais pesado. A altitude desse trekking é de até 3200 metros, então ainda não é possível sofrer com o mal de altitude.

O circuito Poon Hill começa em Pokhara e é um circuito de 5 dias, que envolve o Poon Hill, um Hill da onde é possível ver a cadeia do Himalaia, incluindo o Annapurna, e o ao final do circuito você ainda pode se deliciar nas águas termais.

nascer_do_sol_poon_hill Trekking no Nepal - Dicas e informações

Nascer do sol no Poon Hill

Para fazer o circuito do Poon Hill é necessário ter duas permissões: o TIMS (Trekking Information Management System) e o ACAP (Annapurna Conservation Area Proyect). Abaixo vou colocar todos gastos com os trekkings, incluindo o preço das permissões.

Annapurna Base Camp

Esse trekking no Nepal começa parecido com o Poon Hill, mas após Ghorepani (vilarejo base para a subida até o Poon Hill) você vai pegar um caminho diferente até o acampamento base. Esse é um trekking bem mais pesado, durando em torno de 11 dias e chega a uma altitude de 4130 metros.

Assim como no Circuito Poon Hill, nesse caso você também vai precisar do TIMS e do ACAP.

annapurna Trekking no Nepal - Dicas e informações

Annapurna

Circuito Annapurna

Esse é um trekking bem completo, ele passa pelo Poon Hill e depois segue por trás das montanhas. Esse trekking dura em média 17 dias e por chegar a uma altitude de 5416 metros, é necessário um dia de aclimatação e disposição. Se você não está acostumado com altas altitudes você deve evitar esse tipo de trekking.

DSC_0126 Trekking no Nepal - Dicas e informações

Circuito Annapurna em Fevereiro

Você pode unir esse trekking com o Annapurna Base Camp caminhando por mais 5 dias. As permissões são as mesmas dos trekkings de cima.

Everest Base Camp

Esse é um trekking no Nepal almejado por boa parte dos montanhistas que vão para a região, mas ele tem duas complicações: o tempo e a altitude do trekking e o acesso até a cidade base.

Para chegar em Lukla (cidade base para começar o trekking) já começa a aventura. A cidade é extremamente espremida pelas montanhas e só tem dois jeitos de chegar lá: andando ou de avião. Então você deve estar pensando qual é o problema, já que lá tem um aeroporto, não é mesmo?!

banner-booking Trekking no Nepal - Dicas e informações

O primeiro problema é o tamanho da pista que é de pouco mais de 500 metros de extensão (isso já dá um certo nervoso), o segundo são as nevascas. O aeroporto já chegou a ficar uma semana fechado por causa do mau tempo e as opções para sair de lá nesse caso é indo de helicóptero (muito caro) ou encarando um trekking de 5 dias pelas montanhas. Nesse artigo você pode ler sobre cerca de 2000 turistas que ficaram presos na cidade por causa do mau tempo.

aeroporto_lukla Trekking no Nepal - Dicas e informações

Aeroporto de Lukla

Passando a primeira aventura, temos o trekking até o Base Camp. Esse trekking leva em torno de 21 dias e chega a uma altitude de 5364 metros.

Para fazer esse trekking no Nepal você vai precisar do Sagamartha National Park Permit e do TIMS.

Gastos do trekking no Nepal

Aqui irei separar os trekkings na região do Annapurna e na região do Everest.

Gastos do trekking no Annapurna

• TIMS: US$20,00
• ACAP: 2.000 NPR
• Guesthouse: 300-400 NPR para duas pessoas
• Refeição: 300-400 NPR
• Ônibus de Pokhara para Nayapool: 100-200 NPR
• Ônibus de turismo de Kathmandu para Pokhara: 1.000-2.000 NPR (dependendo do ônibus e vá de ônibus de turismo, os motoristas das montanhas de lá são loucos e a estrada é muito esquisita)
• Guia: US$ 25,00 por dia;
• Entrada do Poon Hill: 200 NPR;
• Entrada nas Águas Termais: 50 NPR.

Gastos do trekking no Everest

• TIMS: US$20,00
• Sagamartha National Park Permit: 3.000 NPR;
• Guesthouse: 200-600 NPR para duas pessoas;
• Refeição: 200-600 NPR;
• Avião de Kathmandu para Laklu: US$180-190 (somente ida ou volta);
• Guia: US$ 25,00 por dia.

Lembrando que nos valores das hospedagens não está incluído o banho com água quente e ele custa em torno de 200-300 NPR. Assim como não está incluído o uso de eletricidade e wi-fi.

Se você quiser fazer com uma agência pechinche bastante, já vi agências cobrando 250 e 900 dólares pelo mesmo trekking. Caso você vá com pelo menos mais uma pessoa, meu conselho é contratar um guia apenas, é mais seguro e justo, já que as agências pagam uma miséria para os guias.

Para tirar as permissões, você deve levar seu passaporte e duas fotos 3×4.

O que levar para um trekking no Nepal

A primeira regra é: leve o mínimo o possível, os trekkings são longos, então qualquer peso a mais pode complicar muito a sua viagem. Se puder compre roupas de secagem rápida, elas serão extremamente úteis e você pode encontrar com muita facilidade em Kathmandu. Além das roupas de secagem rápida, você pode levar também uma segunda pele, ela esquenta e é leve.

Alguns itens básicos para levar no seu trekking no Nepal são:
• Bastão de trekking;
• Óculos de sol (indispensável);
• Luva e touca (tem umas toucas que protegem as orelhas e são bem melhores);
• Bota impermeável;
• Saco de dormir (se você for fazer somente o Poon Hill pode dispensar esse item);
• Medicamentos básicos (analgésico, anti-inflamatório, relaxante muscular);
• Drops ou gotas para limpar a água (quanto mais alto, mais cara a água fica, então você pode comprar esses drops/líquido em Kathmandu e levar para o seu trekking);
• Frutas secas e chocolate para dar energia;
• Meia e roupas íntimas;
• Toalha;
• Lanterna (de preferência aquela que prende na cabeça para conseguir ter as mãos livres).

Quando fazer um trekking no Nepal

A melhor época para fazer um trekking no Nepal é entre outubro e novembro, mas nessa época você vai ver pouca neve. Eu fiz o circuito do Poon Hill no meio de fevereiro e peguei bastante frio, mas nada insuportável e vi paisagens belíssimas.

De uma forma geral, a melhor época depende do trekking que você vai fazer. Se você for fazer algum mais alto, como o Everest Base Camp, opte por ir antes do inverno, mas depois das monções (que ocorrem entre maio e agosto). Se for fazer um mais light, como o circuito do Poon Hill, você pode ir até mesmo no final do inverno, apenas evite os meses de dezembro e janeiro e a época das monções.

Compartilhar

Sobre o Autor

Apaixonada por viagens, animais e natureza. Sempre pensou em escrever sobre viagens, mas alguma coisa sempre impedia. Até que depois de uma viagem na Ásia resolveu seguir o seu sonho.

Deixe um comentário

20 Comentários em "Trekking no Nepal – Dicas e informações"

Notifique-me de
avatar
Ordenar por:   Recente | Antigo | Mais Votado
Giulia
Visitante

Fernanda, gostei muito de seu post, muito completo, cheio de informação bem detalhada e dicas. Quem sabe se no futuro não tomo coragem pra fazer um dos trekkings no Nepal.

Abraços

clarissa ferreira
Visitante

Olá! Então, eu fui ao Nepal em dezembro, já fora da época boa de fazer os trekkings por conta do frio. Como os circuitos principais estavam fechados, havia muitas opções de trekking curtinhos de 2 dias e uma noite. Eu mesma fiz um trekking desses, bem gostoso por sinal, até um viewpoint para a montanha Machapuchere, também conhecida como Fishtail Mountain. A caminhada foi light e a noite foi em um abrigo nas montanhas bem confortável (apesar do frio).

Ana Coutinho
Visitante

Caramba, que bacana! Gostei muito do post e de todas as dicas e informações.

Lucas Nascimento
Visitante

Fernanda, ótimo testo!! Adorei. Estive no Nepal por 3 dias, mas fiquei apenas em Kathamndu. Não foi dessa vez, mas voltarei. Preciso conhecer Pokara e gostaria muito de fazer um trekking de pelo menos 7 dias na região. Só quem foi sabe a vibe desse lugar. Parabéns pelo post!!!

Josiane Bravo
Visitante

Uaauuu, mas que sonho esses trekking no Nepal. Fiquei encantada com as paisagens desde país depois de assisti ao filme 7 anos no Tibet. Sou apaixonada por trilhas, e com paisagens como essas, sem dúvida algo que adoraria fazer no futuro. É um desafio, mas a vista compensa tudo.

Abraços

Destinos & Afins
Visitante

Que sensacional!!! Tracking no Everest!!!

Luciana Rodrigues
Visitante

Nunca pensei em fazer trekking no Nepal, mas depois de ler esse post, deu uma baita vontade!

ANA RAQUEL FORTES
Visitante

Parabéns pelo post! Excelente. Informações fundamentais.

Adelaide
Visitante

Oí, nem sempre é fácil achar matérias escritas por brasileiros sobre metas fora do radar, ou de trekking em montanhas no exterior, principalmente no Nepal.
Adorei o seu post. Anotado na minha lista para uma futura viagem.

Klécia
Visitante

Fernanda, que incrível seu post. Muito completo e pra ser sincera me encheu de vontade de fazer o Poon Hill. Deve ser uma conquista pessoal e tanto, ring? Eu precisaria de beeeeem mais preparo físico, mas com certeza é algo que coloquei na minha to do list. Ah, as fotos ficaram super lindas.

wpDiscuz
CLOSE
CLOSE
Leia mais:
O que fazer em Cumbuco no Ceará

Cumbuco é uma praia paradisíaca que fica a 35 km de Fortaleza, no Ceará. Uma vila de pescadores rodeada por...

Fechar